Campanha da Fraternidade convida a reflexão, diz Luiz Couto

03/03/2015

luizcoutotribunaO deputado Luiz Couto (PT-PB) registrou em plenário a importância da Campanha da Fraternidade 2015 lançada pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Neste ano o tema é Fraternidade: Igreja e Sociedade e o lema  Eu vim para servir.” No Congresso Nacional, numa instituição laica, quero  destacar à luz do próprio texto-base da Campanha da Fraternidade que a laicidade do Estado brasileiro não significa laicismo”, disse.

Se o Estado não tem religião oficial, afirmou Luiz Couto, “o que é um avanço da República, num País culturalmente plural e de liberdade religiosa, isso não quer dizer laicismo. Laicidade não significa para o Estado brasileiro prática de militância antirreligiosa”.

De acordo com o deputado Luiz Couto, a Campanha da Fraternidade deste ano convida a uma reflexão da relação igreja e sociedade. “Trata-se de uma ratificação do que foi proposto pelo Concílio Vaticano II há cerca de meio século. O que se quer,  como serviço ao povo brasileiro, é fazer um aprofundamento, à luz do Evangelho, do diálogo e da colaboração entre a Igreja e a sociedade, para que se guiem por valores fundamentais de justiça, fraternidade e paz”, disse.

Por PT na Câmara