Campanhas - CNBB

Arquidiocese de Belém lança Campanha da Fraternidade Ecumênica, em coletiva de imprensa

A arquidiocese de Belém lançou oficialmente a Campanha da Fraternidade Ecumênica 2010 (CFE) que tem como tema “Economia e Vida” e como lema “Vocês não podem servir a Deus e ao dinheiro (Mt 6, 24)”.

O lançamento em Belém, ontem, 17, ocorreu durante coletiva de imprensa, em um templo da Igreja de Confissão Luterana.

No próximo domingo, 21, está prevista uma programação especial para divulgar a Campanha. A partir das 8h, na Escadinha do Cais do Porto, haverá uma celebração ecumênica com a presença de representantes de várias igrejas cristãs. Em seguida, os fiéis sairão em caminhada pela Avenida Presidente Vargas, até a Praça da República.

No lançamento da CFE 2010 estiveram presentes o administrador diocesano de Belém, Monsenhor Raimundo Possidônio, a secretária executiva do Regional Norte 2 da CNBB (Pará e Amapá), Orlanda Rodrigues, e o coordenador do Conselho Amazônico de Igrejas Cristãs (CAIC), Tony Vilhena.

“A partir do próximo domingo todas as homilias e missas vão abordar o tema. Nas comunidades já há livretos e textos para subsidiar a reflexão da temática”, explica Monsenhor Possidônio.

A secretária executiva do regional Norte 2, Orlanda Rodrigues, reforçou que “a economia é vida também, mas só que é vida quando ela leva à distribuição eqüitativa da renda e quando promove a partilha e solidariedade”.

Preparação

A preparação de agentes multiplicadores da CFE, voluntários que vão colaborar na propagação das reflexões e gestos concretos, começou desde o ano passado na capital paraense. De acordo com Ruth Matos, da equipe de coordenação da CFE 2010 no Pará e Amapá, o tema tem tido boa aceitação “e aos poucos as pessoas começam a compreender a importância da Campanha em um tempo quaresmal […]. Juntas, as Igrejas se propõem a uma mudança de hábito de consumo e a tomar atitudes mais humanas para com aqueles que nem chegam a consumir, estão a margem do sistema econômico”, sublinhou Ruth.

Além dos debates e reflexões teóricas, a coordenadora destaca o gesto concreto para o Fundo Nacional de Solidariedade. “Tudo o que for arrecadado na missa do Domingo de Ramos, no dia 28 de março, será revestido para o financiamento de projetos sociais relacionados ao tema da Campanha da Fraternidade Ecumênica deste ano. Assim, 40% do que for arrecadado serão destinados ao Fundo Diocesano de Solidariedade, que apóia projetos nas dioceses. E os 60% irão para o Fundo Nacional administrado pela Cáritas Brasileira”.

O fundo apóia projetos em todo o país e é acessado através da elaboração de projetos que devem ser acompanhados com uma carta de recomendação do bispo local. As informações constam no site da Cárita Brasileira www.caritasbrasileira.org.br

Edições CNBB

CNBB - Conferência Nacional dos Bispos do Brasil

SE/Sul Quadra 801 Conjunto “B” - 70200-014 - BRASÍLIA – DF
Fone: (61) 2103-8300 - Fax: (61) 2103-8303