Campanhas - CNBB

Campanha da Fraternidade 2020

Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lc 10,33-34)

Campanha “É TEMPO DE CUIDAR” Está perto de bater a marca de 5 mil toneladas de alimento

A ação emergencial “É Tempo de Cuidar”, coordenada pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil e pela Cáritas Brasileira registrou, em 11 de setembro, 681 ações em 139 dioceses e arquidioceses do Brasil que benificiaram, até o momento, mais de 980 mil pessoas beneficiadas.

Foram arrecadados 4.962.037 kilos em itens alimentícios,  4.174.629,00 em recursos financeiros, 375 mil kits de higiene e limpeza, 345.181 equipamentos de proteção individual. A campanha distribuiu 637 alimentos próprios para o consumo (marmitas). Também arrecadou 526.638 roupas e calçados. Abaixo algumas experiências ligadas à campanha.

Diocese de Araçatuba (SP)

Na diocese de  Araçatuba (SP) as ações pastorais entre março e junho de 2020, período em que a pandemia do Novo Coronavírus começou a disseminar, resultaram no auxílio de mais de 21 mil pessoas, na arrecadação de mais de 85 toneladas de alimentos e na montagem de 4.282 cestas básicas, aponta relatório feito pela assessoria diocesana das pastorais sociais e enviado para a ação emergencial “É tempo de cuidar”.

A ação em nível diocesano envolveu as 33 paróquias desta Igreja Particular, bem como as pastorais e os movimentos. Além das cestas básicas foram arrecadados ainda produtos de limpeza e de higiene, álcool em gel, móveis, cobertores, calçados e vestuários. Em torno de 8 mil máscaras foram distribuídas e ainda foram doadas marmitas. Em parceria com a paróquias nas cidades onde atua, o Sesi (Serviço Social da Indústria) preparou 63.119 marmitas durante o período avaliado pelo relatório. A entidade possui projetos sociais atuantes e colaborou com a compra dos alimentos e a preparação das marmitas.

Conforme o assessor diocesano das pastorais sociais, padre Valdir Silvestre, os gestos levam esperança em tempos doloridos e de incertezas. “Nossa diocese também participa, neste tempo difícil de pandemia, deste mutirão de gestos solidários e fraternos, para ajudar quem necessita. Das nossas paróquias, comunidades, pastorais e movimentos brotaram muitos gestos que alimenta, que protege, que consola na doença, que leva esperança.”, afirma o padre.

Diocese de Caxias do Sul (RS)

A terceira edição da Hospedagem Solidária, coordenado pela Pastoral da Pessoa em Situação de Rua, encerrou na segunda, dia 7 de setembro, em Caxias do Sul. As atividades aconteceram no salão paroquial da Paróquia Sagrada Família. Foram 63 dias de acolhida, totalizando 120 pessoas atendidas por 100 voluntários.

A exemplo do ano passado, a ONG Médicos de Rua realizou, diariamente, uma triagem para verificar possíveis sintomas da Covid-19 ou para diagnosticar outros problemas de saúde que eram tratados no local ou encaminhados para atendimento na Universidade de Caxias do Sul. Durante o período, 69 membros dos Médicos de Rua participaram do projeto.

Foram servidos 1652 jantares e cafés da manhã entre os dias 07 de julho a 07 de setembro. Todas as atividades foram coordenadas pela Pastoral das Pessoas em Situação de Rua. Para celebrar o encerramento da terceira edição do projeto, o bispo diocesano dom José Gislon presidiu uma missa em ação de graças, na manhã desta segunda-feira, na igreja matriz Sagrada Família, na presença dos moradores de rua e dos voluntários.

Ao todo, 360 voluntários colaboraram diariamente na preparação das jantas, café da manhã e organização para o banho. Foram oferecidas 12.894 refeições e 1.860 banhos.

Arquidiocese de Santarém (PA)

Neste período da pandemia da COVID-19, a arquidiocese de Santarém, através do Setor de Projetos, conseguiu a aprovação de projetos junto a diversas instituições no qual foram adquiridas cestas básicas e aquisição de equipamentos para retorno das atividades.

Dentre eles, foi aprovado um projeto da Rede Eclesial Pan-Amazônica (REPAM Brasil), no qual o recurso foi revestido em 200 cestas básicas, distribuídas para famílias das áreas pastorais São Lucas, São Rafael e São João Paulo II, as paróquias Sant’Ana (Arapixuna) e Nossa Senhora de Nazaré, e os funcionários em suspensão.

A Arquidiocese também aprovou um projeto junto à Nunciatura Apostólica no qual foram adquiridos equipamentos para retorno das atividades para o Asilo São Vicente de Paulo. para onde também foram comprados medicamentos para os idosos do asilo, além de equipamentos para a Pastoral do Menor, Cúria Metropolitana, Centro de Pastoral, Sistema Arquidiocesano de Comunicação e Catedral Metropolitana de Santarém. O outro projeto aprovado foi da Adveniat, em parceria com a CNBB Norte 2. Todo o recurso foi revestido em 80 cestas básicas distribuídas para famílias Paróquia Nossa Senhora de Nazaré – Água fria e para moradores Vila de Alter do chão.

Diocese de Óbidos (PA)

A diocese de Óbidos, por meio da Cáritas Diocesana e da Pastoral Social, tem realizado a entrega de cestas básicas, materiais de limpeza e higiene pessoal as famílias mapeadas e acompanhadas nos municípios de abrangência da Diocese: Óbidos, Alenquer, Curuá, Oriximiná, Juruti, Terra Santa e Faro.

Dentre os principais apoiadores do projeto, destacam-se: a Cáritas Alemã, Cáritas do Regional Norte 2, Cáritas Diocesana de Óbidos, Nunciatura Apostólica no Brasil, REPAM, Pontifícias Obras Missionárias, Pró Índio São Paulo, Mitra Diocesana de Óbidos, Adveniat, CNBB e Misereor. Todas se uniram com o mesmo intuito: ajudar pessoas e famílias em situação de vulnerabilidade social e que foram impactadas pela pandemia do novo coronavírus.

Foto da capa: Diocese de Óbidos (PA)

Edições CNBB

CNBB - Conferência Nacional dos Bispos do Brasil

SE/Sul Quadra 801 Conjunto “B” - 70200-014 - BRASÍLIA – DF
Fone: (61) 2103-8300 - Fax: (61) 2103-8303