Campanhas - CNBB

Campanha da Fraternidade 2020

Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lc 10,33-34)

Debates prolongam o tema da Campanha da Fraternidade em Coronel Vivida

*Por Pe. Judinei Vanzeto, Pároco e jornalista

A Campanha da Fraternidade (CF) 2019 com o tema “Fraternidade e Políticas Públicas” e o lema “Serás libertado pelo direito e pela justiça” (Is 1,27), foi intensamente vivenciada no período da Quaresma, na Paróquia São Roque de Coronel Vivida (PR), e prolonga sua reflexão ao longo do ano, através de debates com a comunidade.

Com a CF/2019, a Igreja no Brasil buscou estimular a participação dos cristãos leigos e leigas em políticas públicas, à luz da Palavra de Deus e da Doutrina Social da Igreja, com o objetivo de fortalecer a cidadania e o bem comum, sinais de fraternidade.  Ademais, todos os anos, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) apresenta a CF como caminho de conversão quaresmal aos cristãos e pessoas de boa vontade, provocando, a vivenciarem a fraternidade em compromissos concretos, propondo, ao mesmo tempo, a renovação da vida da Igreja e a transformação da sociedade, a partir de temas específicos.

Assim, a Paróquia São Roque realizou no dia 06 de março de 2019 uma coletiva de imprensa para apresentar à comunidade o tema, lema, objetivos e compromissos concretos da CF. A coletiva contando com a presença de padres, religiosas, prefeito, vereadores, servidores públicos, lideranças das comunidades, instituições e sindicatos. Mas, as atividades em torno da CF não pararam por aí. Após o período quaresmal a Paróquia colocou em prática o projeto: Debates sobre Políticas Públicas.

Debates sobre Políticas Públicas

Políticas públicas são ações e programas que são desenvolvidos pelo Estado para garantir e colocar em prática direitos que são previstos na Constituição Federal e em outras leis. São medidas e programas criados pelos governos, dedicados a garantir o bem-estar da população.

Foram realizados quatro debates sobre Políticas Públicas com os temas: Reforma da Previdência, Violência doméstica, Segurança alimentar e Defesa da vida. Para a jovem estudante de Direito, Gabriele Pasqualotto, a Paróquia movimentou o município com os debates realizados. “Os debates foram de grande valia por possibilitarem reflexão sobre temas atuais. O debate que participei sobre Políticas Públicas e a Defesa da Vida falei sobre políticas públicas para cuidar da vida dos jovens. Foi uma enorme honra representar a juventude. Desejo que essas práticas continuem em nossa cidade, pois foram incríveis”, afirmou.

Segundo o vereador Eder Borba, um debate é construído a partir de opiniões diferentes. E nesse sentido o projeto alcançou seu objetivo. “O tema da Campanha da Fraternidade de 2019 foi um impulso na reflexão sobre Políticas Públicas. E na minha opinião foi alcançado o objetivo e se construiu um canal de diálogo e debates construtivos, promovendo o conhecimento para os participantes”, avaliou.

Os debates contaram com a participação dos três poderes presentes no município: Executivo, Legislativo e Judiciário. Também representantes dos sindicatos, delegado, advogados, agricultura familiar, secretaria da saúde, vigilância sanitária, agricultura e da educação, Conselho de Pastores, alunos, professores de escolas públicas e privadas, bem como membros da comunidade em geral.

Parceria com a imprensa local

A Paróquia contou com a parceria da Rádio Vicente Pallotti de Coronel Vivida na realização dos debates que possibilitaram formação e informação à população, no tocante aos seus direitos e deveres da vida em sociedade. Todos os debates foram realizados nas dependências do Centro Comunitário da Matriz e transmitidos pela emissora. Teve como âncora o repórter Valdenir Lima. “Foram muito bons os debates. Chamou a atenção da comunidade para temas que fazem parte da nossa vida. Deu audiência para a emissora e credibilidade para a Paróquia que busca um diálogo com a sociedade”, frisou.

Além da Rádio Vicente Pallotti, houve cobertura da emissora Voz do Sudoeste com a presença de seus repórteres. “Acompanhei a maioria dos debates realizados sobre e a discussão foi muito válida. Conhecedores dos assuntos puderam explanar para a comunidade a importância de nos envolvermos com diferentes problemas, no sentido de contribuir de alguma forma para a solução. Vi nos encontros uma ‘igreja em saída’, que abre as portas para a sociedade refletir sobre o nosso papel perante as dificuldades do outro”, reiterou a jornalista Fabiane Kaczan.

Continuando

Normalmente, os temas provocados pela CF são trabalhos nas paróquias apenas no período quaresmal. No entanto são temas tão pertinentes que valem a pena retomá-los de alguma maneira criativa para produzir seu efeito de transformação social à luz da fé. Portanto, o projeto realizado foi avaliado positivamente pelas lideranças da comunidade e deve ser continuado para os próximos temas da CF.

Edições CNBB

CNBB - Conferência Nacional dos Bispos do Brasil

SE/Sul Quadra 801 Conjunto “B” - 70200-014 - BRASÍLIA – DF
Fone: (61) 2103-8300 - Fax: (61) 2103-8303